Instagram usará tecnologia IA para detectar bullying em imagens 0 2913

Detector de bullying, câmera da bondade, veja as novidades que chegam em breve no Instagram e que vão deixar o aplicativo de fotos ainda mais atrativo.

O Instagram acaba de anunciar sua nova tecnologia para combater bullying.

A equipe de desenvolvimento, pretende lançar nos próximos dias, sua primeira ferramenta, após a saída da dupla de cofundadores, Kevin Systrom e Mike Krieger.

 O novo chefe da plataforma, Adam Mosseri, apresentou um sistema de identificação de bullying em imagens, a partir do uso do aprendizado de máquina de inteligência artificial (IA).

A rede social tem s empenhado para combater preconceitos praticados na rede. No ano passado, foi implementado o monitoramento proativo de comentários ofensivos.

Nesta nova ferramenta, a ideia é fazer o monitoramento em tempo real, de todo o material que for distribuído na rede social.

Como irá funcionar esse monitoramento?

  Ainda não há uma solução infalível para essa questão, então a proposta é se basear em casos confirmados.

Um porta-voz afirmou ao Mashable que o “detector de bullying” consegue identificar “ataques à aparência ou ao caráter de uma pessoa, bem como ameaças ao bem-estar ou à saúde” em uma foto.

O processo envolve moderadores humanos, que vão usar as diretrizes da comunidade do app, para remover a postagem. Essa notificação é que ajudará a máquina a reconhecer os comportamentos inadequados e servirá para alimentar o aprendizado do algoritmo.

A tecnologia ajudará a identificar e remover significativamente qualquer postagem praticando bullying no Instagram, mesmo que a pessoa que sofreu o ataque, não o denuncie.

Filtro “Câmera da bondade”

Além da ferramenta para combater o bullying, o Instagram também está introduzindo um novo filtro, chamado de “câmera da bondade“, para ajudar a espalhar positividade na plataforma.

“Quando você selecionar o efeito no modo selfie, corações preenchem a tela e você será incentivado a marcar um amigo.”

Quem for taggeado será notificado e poderá compartilhar o post em sua própria história ou compartilhar com uma selfie própria. Se você ligar o recurso com a câmera traseira, poderá adicionar um filtro com a hashtag #kindcomments e “#gentileza” em vários idiomas.

Todas essas novidades, vem para deixar a imagem do Instagram “mais leve”, e um pouco “largada” do Facebook, empresa responsável pelos direitos do Instagram.

Previous ArticleNext Article

WhatsApp: apagar mensagem para todos terá tempo reduzido 0 1535

Veja como vai funcionar a remoção de mensagem enviada depois da nova atualização do WhatsApp.

 Que o WhatsApp é o maior mensageiro atual de envio de mensagens instantânea, todo mundo sabe, o que muita gente não sabe, é que toda semana tem novidade no aplicativo, então senta aí, que vamos contar como vai funcionar a remoção de mensagem depois da atualização do aplicativo.

Apagar mensagem enviada para todos

Lançada a pouco mais de um ano, a função do WhatsApp que permite apagar mensagens enviadas, vai passar por mais uma mudança: o limite de tempo necessário para o procedimento ser concluído nos aparelhos dos contatos vai cair pela metade.

Quem entrega o furo, é o site WABetaInfo, já falamos que este site é especializado em vazar novidades sobre WhatsApp e afins.

O que significa esse limite de tempo?

Na prática, quem envia uma mensagem para grupo, e por alguma razão, se arrepende e decide apagar antes que as pessoas vejam, basta selecionar a mensagem, tocar no ícone “Apagar” e, por fim, escolher a opção “Apagar para Todos”.  A função também serve para envio privado para algum contato.

No lugar do conteúdo deletado fica o aviso “Esta mensagem foi apagada”. Porém, há um prazo para realizar o procedimento e outros requisitos também.

O primeiro, é que só é possível apagar a mensagem, se realizar o ato no tempo exato de 1 hora, 8 minutos e 16 segundos, após a mensagem ser enviada. Esgotado esse tempo, só poderá apagar a mensagem no seu próprio aparelho.

O outro requisito é que, para a mensagem ser apagada nos celulares dos destinatários, a solicitação deverá ser recebida por eles dentro também de um prazo determinado e o aparelho destinatário, precisa receber o conteúdo, para que possa ser apagado nele. Se um (ou mais) dos contatos deixar o smartphone desligado ou off-line, durante um período maior do que esse intervalo, a mensagem não será apagada para ele.

Bom, esse último prazo, é o que está sendo mudado. Para quem não sabe, atualmente, o WhatsApp dá um intervalo de aproximadamente 25 horas, para que a solicitação de apagar mensagem possa ser recebida pelo aparelho do destinatário.

Na nova atualização do aplicativo, esse tempo vai cair para 13 horas, 8 minutos e 16 segundos.

Isso significa que, se você enviar uma mensagem as 12:00 exatas, por exemplo, e resolver apagar, os aparelhos dos contatos para os quais ela foi enviada, deverão receber a solicitação até 01:08:16 da madrugada. O celular que não receber a solicitação (de remoção) até esse horário não executará a eliminação da mensagem.

A mudança deverá valer tanto para Android quanto para iOS.

Veja tudo sobre o WhatsApp aqui

Falha no WhatsApp permite hackers controlar contas por chamada de vídeo 0 125

falha no whatsapp

Bastava apenas atender a uma chamada de vídeo, para o hacker controlar toda a conta do usuário no WhatsApp.

Foi descoberto no aplicativo de mensagem instantânea, WhatsApp, uma falha que permite a hackers ter total controle na conta dos usuários.

A invasão começava a partir atendimento a uma chamada de vídeo, informaram os websites de tecnologia ZDnet e The Register.

 A vulnerabilidade, afeta apps do WhatsApp em smartphones da Apple e Android. A vulnerabilidade foi descoberta no fim de agosto.

Um comunicado da pela equipe de desenvolvimento da empresa Facebook Inc. (proprietária do WhatsApp), no início de outubro, afirma que já foi disponibilizado uma atualização corrigindo a falha.

A resposta do Facebook , não veio de imediato a pedidos de usuários, no FAQ da empresa, e também não relata números ou se de fato, teve êxito, algum ataque à usuários.

“Isso é uma grande coisa”, disse no Twitter Travis Ormandy, um pesquisador do Google Project Zero que descobriu a falha. “Apenas responder a uma chamada de um ataque poderia comprometer completamente o WhatsApp.”

O Facebook vem sofrendo com uma série de problemas relacionados à segurança, tanto no ano passado quanto em 2018. A poucos, a empresa divulgou sua maior falha de segurança, que afetou quase 50 milhões de contas.

Com relação a esse novo evento, envolvendo desta vez, o WhatsApp, a empresa se limitou comunicar apenas que já resolveu o problema.

Fonte: Terra

Imagens

Veja mais